Homem agride ex, é preso, solto pela justiça e mata piauiense com várias facadas

Juiz diz que não tem bola de cristal

A piauiense Tuane Morais dos Santos foi assassinada em Samambaia Norte (DF) pelo ex-companheiro e será enterrada nesta sexta-feira (08/06) na cidade de Floriano.

O crime, que aconteceu na última quarta-feira (06/06), causou grande revolta, pois a vítima havia denunciado Vinicius Rodrigues de Sousa após agressões, mas ele foi solto dias depois em uma audiência de custódia e matou a piauiense.

Tuane tinha 23 anos e foi agredida na frente dos dois filhos, um menino de dois anos e uma menina de quatro. Ele não aceitava o término do relacionamento.

A vítima trabalhava como operadora de caixa e foi morta a facadas no apartamento que morava. O ex-companheiro ainda tentou se matar após o crime. Tuane morreu ainda no local e Vinicius foi socorrido e internado.

Na agressão em que foi preso, Vinicius revirou a casa da vítima, quebrou móveis e bateu muito em Tuane. Mesmo com a prisão em flagrante, o juiz Aragonê Nunes Fernandes entendeu que a medida protetiva era suficiente e liberou o agressor, que logo depois cometeu o crime.

JUIZ DIZ QUE NÃO TEM BOLA DE CRISTAL

“Por não termos ‘bola de cristal’, não temos como prever aqueles que realmente concretizarão as ameaças que fazem. Prender a todos, indistintamente, não parece ser o melhor caminho a seguir”, disse o juiz Aragonê Nunes Fernandes na segunda audiência de custódia de Vinicius, que aconteceu nesta quita-feira (07/06).

Depois que ele assassinou a piauiense, o juiz tomou uma decisão diferente, a prisão em flagrante foi convertida em preventiva, por tempo indeterminado.

180Graus

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Não copie nosso conteúdo. Utilize um de nosso botões de link e ajude a divulgar o site.