Piauí quer ser o 1º estado do país a plantar maconha para produzir canabidiol

O governo do Piauí vai pedir autorização da Polícia Federal e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), ligada ao Ministério da Saúde, para ser o primeiro estado a plantar maconha a fim de produzir o canabidiol, um dos derivados da planta usado para fins medicinais e que não gera efeitos psicoativos.

Desde 2014, a Anvisa tem autorizado, caso a caso, a importação de canabidiol, principalmente dos EUA, com laudo e receita médica, em geral para crianças com epilepsia e crises convulsivas graves. Os custos são altos “em alguns casos, o tratamento mensal pode custar mais de R$ 3 mil, dependendo da dosagem.

A UFPI (Universidade Federal do Piauí), envolvida no projeto, fez uma consulta à Anvisa sobre a produção do canadibiol no Brasil. Segundo o governo do estado, a Anvisa respondeu que era necessário criar um protocolo de pesquisa e utilização do medicamento, o que deve ser concluído até agosto. A partir do protocolo é que o estado vai oficializar o pedido à Anvisa.

A Anvisa afirma que até o momento não recebeu oficialmente do Piauí ou de outra entidade o pedido para realizar a pesquisa, mas que a UFPI já entrou em contato para tirar dúvidas técnicas.

O órgão, porém, informou que a atividade de cultivo não pode ser autorizada no momento, porque carece de regulamentação, e que o assunto está em discussão.

Desde 2006, a lei 11.343 prevê a possibilidade de autorização do plantio da Cannabis exclusivamente para fins medicinais ou científicos, mediante fiscalização, mas a falta de regulamentação sobre o tema acaba impedindo o processo.

Há algumas exceções pontuais. Em dezembro de 2016, a Justiça autorizou ao menos três famílias a plantar em casa uma variedade da maconha com maior concentração de canabidiol para tratamento de crianças com doenças raras.

“Como é que eu posso ter um medicamento que pode ser utilizado dentro do Brasil para o tratamento de saúde produzido nos outros países e não pode se produzido aqui? Acho que é uma hipocrisia que tem que ser quebrada”, disse o governador Wellington Dias (PT).

O preço do medicamento, diz ele, cairia em até 20 vezes se feito nacionalmente. O governador vive o drama dentro de casa. Danielle Dias, 19, filha do governador, tem lesão cerebral congênita que provoca convulsões. O canabidiol, importado pela família há cerca de três anos, atenua esses episódios. O projeto encampado pelo Piauí de produzir o primeiro canabidiol brasileiro ganhou forma nesse período.

Foto: Wilson Filho

Reitor da Ufpi, José Arimatéia

O projeto prévio elaborado no Piauí deixava o plantio da maconha e a extração do princípio ativo a cargo da UFPI, mas a ideia foi alterada por questão de segurança.

“Para plantar maconha é preciso ter um aparato de segurança, o que não temos, ou o pessoal roubaria a planta”, disse o reitor da UFPI, José Arimatéia Dantas Lopes. Caso seja aprovado, o governo estadual é quem deve cultivar a Cannabis.

Segundo o reitor, a ideia é produzir um óleo para uso oral e um spray nasal. Pelo projeto, a UFPI desenvolveria fórmulas farmacêuticas e faria o controle de qualidade do canabidiol e o acompanhamento dos resultados junto aos pacientes.

A UESPI (Universidade Estadual do Piauí), integrante do projeto, deve analisar as substâncias tóxicas do princípio ativo colhido da Cannabis.

Como o projeto envolve uma planta que é alvo de debate e pode trazer entraves jurídicos às universidades responsáveis, outra possibilidade é buscar parceria com empresas estrangeiras que tenham experiência para fazer o cultivo e a colheita do princípio ativo. Às universidades caberiam produzir o medicamento.

O modelo poderia viabilizar a fabricação em maior escala, para que a produção pudesse ser vendida a outros estados.

Em nota, a Anvisa informou que somente o medicamento Mevatyl à base de canabidiol é autorizado no Brasil. Ele é indicado para adultos com esclerose múltipla e quadro de espasticidade moderada à grave e é fabricado no exterior –a maconha, portanto, não é plantada no Brasil.

De 2016 até hoje, 4.106 pedidos de importação do canabidiol foram autorizados pela Anvisa para uso pessoal.

Fonte: Cidadeverde

Luiz Menezes será interrogado por ordem do TRF no dia 1º de setembro

A juíza Luciana Claudia Medeiros de Souza, da 1ª Vara da Comarca de Piripiri, redesignou para 1º de setembro deste ano, às 10h30min, audiência para cumprimento da Carta de Ordem procedente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O desembargador federal Cândido Ribeiro, determinou que sejam interrogados em audiência o prefeito Luiz Menezes, réu em ação penal acusado de crime da Lei de Licitações e também as testemunhas arroladas pela defesa: Maria do Carmo Teles de Menezes, Antônio Nunes Viana, Francisco Luciano Bezerra de Sousa, José Medeiros de Andrade Filho, Joaquim Barroso de Oliveira Filho e Maria do Amparo Nogueira.

Luiz Menezes foi denunciado pelo Ministério Público Federal em razão de supostas irregularidades na aplicação de recursos públicos federais provenientes do Fundef para o programa “Toda Criança na Escola” do Ministério da Educação. A denúncia foi recebida em 13 de agosto de 2014.

O MPF acusa o prefeito de ter deixado de licitar, em 2003, a contratação de serviços de transporte escolar para o ensino fundamental realizando despesas da ordem de R$ 198.044,60 (cento e noventa e oito mil, quarenta e quatro reais e sessenta centavos), valor muito acima do limite legal de dispensa de licitação.

Narra a acusação que o crime foi descoberto em fiscalização da Controladoria-Geral da União tomando por base a análise das várias notas de empenho das despesas realizadas com o serviço de transporte e das cópias dos respectivos recibos de pagamentos e cheques, todos assinados por Luiz Menezes.

O MPF afirma que Luiz Menezes admitiu que não realizou os competentes procedimentos licitatórios.

Prefeito poderá pegar até 05 anos de detenção

A ação penal pede a condenação do prefeito no art.89, da Lei 8.666/93, por dispensar ou inexigir licitação fora das hipóteses previstas em lei, ou deixar de observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade.

A pena para o crime é a de detenção, de 3 (três) a 5 (cinco) anos, e multa. A ação tramita no TRF1 por conta do foro por prerrogativa de função (foro privilegiado).

Outro lado

O prefeito Luiz Menezes não foi localizado pelo GP1.

Fonte: GP1

Com salários atrasados e servidores insatisfeitos, começa hoje, com patrocínio da Prefeitura de Piripiri, a PIRIFOLIA

Sem dúvida é uma bela festa e patrimônio de Piripiri

Mesmo com salários atrasados nos setores do serviço público municipal, como na saúde e limpeza pública, por exemplo, Piripiri irá festejar 3 dias de festa, com patrocínio da Prefeitura Municipal.

Começa hoje a maior micareta do Piauí: Pirifolia!

As principais atrações do evento são: É o Tchan, Wesley Safadão e Rafa e Pipo, dentre outras.

A prefeitura, em suas mídias oficiais, divulga o evento fazendo parte da programação do aniversário de 108 anos de Piripiri. A PMP é a grande patrocinadora da Pirifolia.

O evento desde sua criação segrega os “nobres” do povo, mesmo tendo como patrocinador oficial a gestão municipal. SEMPRE FOI ASSIM!

Mesmo com toda crise financeira que a própria prefeitura alega quando questionada a respeito dos salários atrasados, além da precariedade na saúde, na educação, nos serviços básicos, segundo as denúncias que chega à nossa redação, os valores dos abadás para ter acesso ao bloco, camarote e arena, estão fora da realidade do munícipe que recebe um salário mínimo que, por sinal, dos agentes públicos municipais estão atrasados.

É uma festa patrocinada com dinheiro do contribuinte que deixa os mesmos fora do “cordão da alegria”.

Aqui deixamos claro que não temos nada contra a festa. A Pirifolia é do povo, é de Piripiri. É uma festa bonita que impulsiona o turismo da cidade, que fomenta a economia, mas, que, infelizmente, o piripiriense mais pobre não tem acesso aos abadás, porque os preços são exorbitantes, além dos salários atrasos, saúde sucateada, educação desvalorizada, postos de saúde sem médicos, UPA não funciona, não tem remédio nas farmácias do município, Caps sem estrutura, ruas e avenidas esburacadas, zona rural abandonada, e tudo isso não é uma afirmação deste portal, é a realidade que povo vem denunciar à nossa redação.

Contudo, desejamos a todos uma excelente Pirifolia!

Presidente do TRE visita cartório eleitoral de Piripiri

O desembargador fala sobre processos de cassação de prefeitos no Estado

Francisco Paes Landim, desembargador e agora presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, está visitando os cartórios eleitorais das cidades do interior do Estado. E ontem, 11/07, ele esteve em Piripiri.

Segundo o desembargado, o objetivo é conhecer a situação de todos os cartórios, e, de posse das informações, tomar providências necessárias para que os serviços destes cartórios se aprimorem para devidamente nas próximas eleições.

Dr. Francisco disse que os cartórios são os responsáveis pela organização da eleição e já estão preparando a lista de mesários, apresentando juntas apuradoras, além de estarem preparados para receberem as urnas eletrônicas, e suas equipes visitando os locais de votação.

Dentre os questionamentos feitos ao presidente do TRE, estiveram em pauta as cassações de prefeitos que ocorrem no Estado. Como, por exemplo, foi citada a cassação do prefeito de Picos, padre Valmir. Ao Dr. Francisco Paes Landim, foi perguntado a respeito da Aime e Aije impetradas contra o prefeito municipal de Piripiri, que já foi conclusa a sentença de ambas, mas aguarda decisão final na primeira instância.

Doutor Francisco disse à nossa redação, que os juizes têm, uma vez conclusos os processos, prazo de lei para proferir a sentença, que segundo ele seria de 30 dia.

Outros assuntos como fake news também foram abordados na entrevista.

Erus Motel oferece luxo, conforto e segurança

Localizado na BR-343, próximo ao BNB Clube, no município de Piripiri, o Erus Motel destaca-se por oferecer qualidade no atendimento, conforto e privacidade.

A decoração diferenciada de seus quartos e suítes proporciona momentos inesquecíveis, criando um ambiente prazeroso, onde afloram a fantasia, o amor e as emoções.

Estamos sempre em constantes reformas e melhorias para que nada falte ao nosso cliente. Venha e apaixone-se ainda mais!!! Erus Motel, o seu lugar de prazer com conforto e segurança!

Confira alguns de nossos serviços:

– SUITE MASTER: para aqueles casais que não dispensam um quarto repleto de luxo e conforto;

– Split em todos os ambientes;

– Canal erótico 24 horas;

– Músicas selecionadas;

– Hospedagem em acomodações modernas, constantemente renovadas;

– Sistema de drenagem das banheiras de hidromassagem;

– Cardápio variado com produtos de qualidade;

– Serviço de copa e bar 24 horas;

– Som com qualidade digital;

– Equipe treinada para garantir conforto, higiene e privacidade.

Fonte e fotos: Repórter10

Garis ameaçam parar o serviço de limpeza pública em Piripiri

Com salários atrasados, servidores da limpeza pública de Piripiri podem paralisar os serviços

Com forte pressão dos servidores, a empresa terceirizada pelo Prefeito promete pagar os salários atrasados. Mas, os trabalhadores temem represália.

Segundo um grupo de funcionários da Conserve, a empresa está devendo o 12º terceiro salário do ano passado, sendo esse cobrado por diversas vezes, mas sem solução.

“A prefeitura contratou uma empresa terceirizada, Conserve a mesma é responsável pelos garis da cidade, e está sorteando 5 abadás para se promover com comentários de que ela é ótima etc. Então os garis receberam maio e tem dois meses fechado sem receber. Acho covarde dizer que a empresa é maravilhosa e os funcionários passando fome. Mas estão trabalhando como escravos arrancam árvores, trabalham limpando terrenos baldios por trás do hospital, sem devidos equipamentos. E pior, tiraram deles o direito de contribuição pra não terem vínculo nenhum com a prefeitura, E mais, a gente procura a prefeitura e eles dizem que já foi pago, que está na conta nada”, disse uma internauta.

Com salários atrasados na saúde, prefeito muda de secretário pela terceira vez

Novo secretário terá dificuldade em atualizar os salários atrasados

Desde janeiro de 2017 Piripiri está sob nova administração. Mas, mesmo depois de 01 ano e sete meses de governança, a atual gestão parece não ter acertado no comando da Secretaria Municipal de Saúde. Com a posse do ex-vice-prefeito Eutrópio Monteiro, já se soma três secretários em menos de dois anos.

Na contramão do jogo das cadeiras, está a população que sofre com o caos na saúde municipal. Diariamente recebemos denúncias dos munícipes a respeito da falta de médico, remédio, estrutura dos postos de saúde, consultórios dentários, dentre outras demandas.

Ontem, 11/07, Antônio Carlos foi exonerado do cargo de secretário da secretaria municipal de saúde (SESAM) pelo prefeito Luiz Menezes. O ex-secretário deixa salários atrasos, servidores planejando manifesto e acionando o Ministério Público para denunciarem a situação desastrosa da administração.

Com a posse de Eutrópio, soma-se 3 secretários a ocupar o cargo de secretário da SESAM. Luiz Pereira foi um dos que passaram pela pasta.

O ex-vice-prefeito e agora secretário de saúde, Eutrópio Monteiro, terá uma árdua e difícil missão pela frente.

Monteiro pega uma secretária com salários atrasados, ameaça de manifestação e paralisação, denúncia no Ministério Público, além de postos de saúde sucateamentos, falta de médicos, falta de remédios, sendo assim considerado pelo povo um caos total.

Por exemplo, nossa redação recebeu a denúncia de que o mês de maio foi pago no final de junho.

Em resposta as várias denúncias recebidas pelo Ministério Público, o promotor de justiça, Dr. Nivaldo Ribeiro fará uma audiência pública no próximo dia 17 de julho.

Inscrições para Fies começam em 16 de julho; confira os prazos

Estudantes que se enquadrarem nos critérios e nas modalidades de renda podem se inscrever

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta terça-feira (10), o edital do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2018. As inscrições começam no próximo dia 16 e encerram-se no dia 22 de julho. Os interessados devem se inscrever exclusivamente pelo site do Fies Seleção.

Quem pode concorrer
Além da comprovação da renda, o candidato deve ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota maior que zero na redação. Durante o curso, o estudante deve ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Diferença entre as modalidades
O Novo Fies divide o programa em três modalidades, oferecendo uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato.

Na primeira modalidade, direcionada para alunos cuja renda familiar mensal é de até três salários mínimos, o financiamento é feito diretamente pelo governo, com juro zero. O programa tem o auxílio do Fundo Garantidor, composto por verbas da União e das Instituições de Ensino. O financiamento, nesse caso, é de, no mínimo, 50% do curso e, no máximo, R$ 42 mil por semestre. O estudante começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda.

As duas outras modalidades, chamadas de Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), são voltadas para quem tem renda renda per capita mensal entre três e cinco salários mínimos. O financiamento é oferecido pelas instituições financeiras. Como elas têm recursos públicos, são capazes de ofertar um valor mais barato que o mercado, porém mais caro que o da modalidade I.

A modalidade II é utilizada nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e a fonte de financiamento são os Fundos Constitucionais. Na terceira modalidade, para as demais regiões, os recursos são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Prazos
O resultado será publicado no dia 27 de julho. Em caso de pré-seleção, o candidato deve complementar informações da inscrição e fechar o contrato de financiamento entre os dias 27 e 31 de julho. Após essas etapas, o candidato tem cinco dias para comprovar informações junto à comissão responsável pela validação dos dados informados. A etapa seguinte é o comparecimento ao agente financeiro.

No caso dos estudantes inscritos no P-Fies, não haverá lista de espera. Os demais podem manifestar interesse entre os dias 1º e 24 de agosto.

Fonte: Com informações do Portal Brasil

Câmara aprova luz gratuita para famílias de baixa renda

Foi aprovada ontem (10), na Câmara dos Deputados, uma emenda que isenta o pagamento de contas de luz de até 70kWh por mês a famílias de baixa renda. O texto, porém, ainda precisa ser aprovado no Senado Federal e depois seguir para a sanção presidencial.

Se a emenda for sancionada, a isenção total passa a atingir todas as famílias com renda mensal per capita de até meio salário mínimo.

O artigo foi incluído no projeto de lei que destrava a venda de seis distribuidoras da Eletrobras nos seguintes estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Piauí, Rondônia e Roraima. A operação abre caminho para futura venda da Eletrobras ao setor privado.

Atualmente, já existe a Tarifa Solidária, que dá descontos escalonados, dependendo da quantidade de energia consumida: 65% de desconto com 30kWh por mês, até chegar a 10% com o gasto de 220kWh por mês.

Também já existe hoje a isenção de 100% na conta de luz de até 50kWh por mês para quilombolas e indígenas.

O relator da proposta, Julio Lopes (PP-RJ), afirmou que a medida não trará custo adicional para o governo, e que teria sido acordada com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

A aprovação da medida, porém, só deve acontecer após as eleições, já que depois do recesso parlamentar, que começa na próxima semana, os parlamentares devem se voltar para o pleito.

Luz Para Todos

Também foi incluído no texto mudança no programa Luz Para Todos em regiões isoladas do país. De acordo com a emenda, em lugares remotos o atendimento de pedidos de ligação será de graça para quem tiver consumo estimado de até 80kWh por mês.

CidadeVerde

Laboratório Med Exames – Análises Clínicas

Compromisso com sua saúde

Cuidar da saúde é indispensável para ter qualidade de vida. Pensando nisso, o Laboratório Med Exames – Análises Clínicas, oferece os seguintes serviços:

Exames hematologia, imunologia, urinálises, hormônios, bioquímicas, parasitologia, citologia, DNA e microbiologia e ainda realiza toxicológicos para DETRAN e Concurso. Também oferece consultas com clínico geral, cardiologista e psicólogo.

Convênios:
Humana Saúde, MEDPLAN, GEAP, CASSI, CAMED, FACHESF

Coleta Domiciliar:

(86) 3276 5005/ 9 9827 0006

Aceita todos os cartões!

Em Brasileira, o posto de coleta fica à Rua João Siqueira – 547 – Em frente a linha de ferro.

Contato: (86) 9 9997 8753 (Fátima).

Em Piripiri estamos localizados na rua Padre Domingos – 610 – Centro, atrás do Colégio Padre Freitas-

E-mail: labmedexame@hotmail.com

Não copie nosso conteúdo. Utilize um de nosso botões de link e ajude a divulgar o site.